quinta-feira, 27 de julho de 2017

Terceira Onda Missionária



Terceira onda - LPF





Um pouco de História em um contexto geral

  • A Primeira Onda de Missões se deu na Inglaterra, em 1792, através de William Carey, considerado pai do movimento missionário moderno. Esta onda alcançou as regiões costeiras do mundo.
  • A Segunda Onda de Missões nasce através de gente como Hudson Taylor e C.T. Studd, e seguiu alcançando as terras desconhecidas no interior dos continentes.
  • A Terceira Onda de Missões é esta na qual temos vivido a maioria de nós. A pessoa que realmente deflagrou este movimento mundialmente foi Dr. Ralph Winter durante os congressos de Billy Graham em Lausanne no início dos anos 70. Nela foram definidas certas terminologias e conceitos de missões que todos nós conhecemos, tais como: Povos não Alcançados, Janela 10×40 e outros.


MAS PODEMOS FALAR DA TERCEIRA ONDA MISSIONÁRIA VOLTADA PARA O CONTEXTO SOMENTE ENTRE OS INDÍGENAS.
Quero aqui usar como base um conhecido de campo e autor de alguns livros o missionário Isaac Costa que tive o privilegio de conhecer no inicio de meu ministério há alguns anos atrás.


            A PRIMEIRA ONDA MISSIONÁRIA, chamada de “ONDA ESTRANGEIRA”, a primeira tentativa, foi pelos franceses em 1557, no Rio de Janeiro, mas foram expulsos pelos Portugueses, mas foi oficialmente em 1913 pela –South, American Indian Mission, 1931 – UFM 1946 – 1946 Wycliffe -1956 Sil.
Com um grupo assim de missionários, essa onda se tornou-se reconhecível.Esses trouxeram o evangelho para o Brasil em 1557 a 1654 na evangelização entre os indígenas, mas oficialmente obtiveram seus primeiros resultados entre os Terenas em 1912.

            A SEGUNDA ONDA , chamada de “ONDA NACIONAL”, segundo Isaac  Costa , entre 1925 e 1926, Zacarias Campelo iniciou um trabalho junto a comunidade indígena Khahô e também entre os Xerentes, foi um trabalho pioneiro,desbravador e isolado, 65 anos depois a Junta Batista começou a se envolver e logo a missão Caiúa em 1928, depois veio, Missões  Novas Tribos do Brasil em 1953 e assim conforme as necessidades foram surgindo missões  com cursos específicos varias outras agencias missionárias dando características a essa onda de nacionais na luta de alcanças os indígenas dentro de seu próprio território.

            A TERCEIRA ONDA, chamada de ” ONDA INDÍGENA”, ao passo que a caminhada na busca por parceria com as igrejas, principalmente as nacionais, a onda missionária indígena tem sido forte, pois, com toda limitação, já tem procurado atender outros povos de outras etnias graças a algumas igrejas indígenas e parceiros atuantes. Isaac Costa em sua pesquisa relata que a primeira instituição para o preparo de lideres indígenas evangélicos deu-se com a adaptação em 1980, do Instituto Bíblico Cades Barnéia, sob direção da South American Indian Mission (SAIM, hoje essa escola tem índios Terena em sua direção. O instituto pertence a primeira organização evangélica indígena (UNIEDAS-União das Igrejas Evangélicas da America do Sul) onde os missionários estrangeiros passaram o comando para da missão para os próprios indígenas, numa visão fantástica e que no futuro seria a primeira missão autóctone que enviaria missionários indígenas para os próprios povos indígenas do Brasil .Hoje varias missões estão engajadas nessa onda, a igreja indígena esta em franco crescimento, e isso se deu a partir das relações intertribais locais, atuação missionária com ênfase no discipulado e treinamento indígena.


        Estamos hoje nesse mover missionário entre os indígenas vivenciando a TERCEIRA ONDA MISSIONARIA, onde estes povos estão ganhando o seu próprio povo para Jesus , hoje estamos dando suporte, assistência, treinamento bíblico e teológico e eles tem dito sim ao chamado da grande comissão e temos muito por fazer, ainda há 147 etnias por serem alcançadas com o Evangelho dentro do Brasil (segundo estatísticas DAÍ-AMTB) ainda resta muito por se fazer, mas cremos no potencial incrível dos irmãos indígenas e no desprendimento e disposição em atender ao chamado do Senhor, só precisamos dar-lhes ferramentas necessárias.

        Para isso Deus esta nos dando um grande desafio, a abertura do Primeiro Centro de Treinamento Missionário da Igreja do Evangelho Quadrangular, voltado para os Povos Indígenas – CIMQ – Centro Indígena Missionário Quadrangular.


Nosso objetivo é de treinar o indígena já convertido, dando capacitação Bíblica, Missiológica e Teológica, para o desenvolvimento de um trabalho eficaz dentro de sua etnia e visando o alcance de outras etnias dando visão missionária evangelística. Nosso objetivo também é de oferecer treinamento para cristão não indígenas, mas, que tenha sido vocacionado por Deus para o trabalho missionário entre os povos indígenas.

  
        Esse é o mover da terceira onda Missionária: “ INDÍGENAS GANHANDO INDÍGENAS PARA CRISTO”


Ana Paula Tomaz Delfino
Missionária da SGM


Missionária Ana Paula Tomaz Delfino

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá tudo bem? Deixe aqui seu feedback para que possamos melhorar nossas publicações e atender as suas necessidades quando possível.